SAÚDE MENTAL E PSF: CONSTRUINDO ESTRATÉGIAS DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL

Samira Reschetti Marcon, Inês de Fátima C. Ataíde, Alice Guimarães Bottaro de Oliveira

Resumo


Este relato refere-se a uma experiência vivenciada por docentes da Universidade Federal de Mato Grosso, de 2004 a 2005, em uma Unidade de Saúde da Família, integrando docentes, equipe da unidade e Agentes Comunitários de Saúde. Objetivo: assessorar a implantação de um serviço de atenção à saúde mental, bem como prestar assistência à clientela. Ações: organização do sistema de registro das informações referentes à saúde mental, discussão de casos, avaliação das ações terapêuticas em equipe, realização de visitas domiciliares, promoção de ações educativas no âmbito familiar e comunitário, desenvolvimento da assistência e integração da equipe do Programa Saúde da Família (PSF) com docentes, alunos de enfermagem da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e
com a comunidade. Resultados e conclusões: avaliou-se positivamente o desenvolvimento do projeto, visto que os objetivos iniciais foram alcançados. A unidade tem manejado alguns casos mais simples e começa a configurar- se na comunidade como porta de entrada para os pacientes com transtornos mentais. Concluiu-se que este trabalho proporcionou efetivamente uma mudança cultural não só entre os profissionais da equipe como na comunidade, que começa a compreender a importância da inserção social e comunitária do portador de transtorno mental.

Palavras-chave


Programa de saúde da família; Prestação de cuidados de saúde; Saúde mental

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18471/rbe.v21i2.3924

ISSN 2178-8650 (eletrônico)

ISSN 0102-5430 (impresso)  

Licença Creative Commons
O trabalho Revista Baiana de Enfermagem possui a Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

A Revista Baiana de Enfermagem é membro da Associação Brasileira de Editores Científicos.