EQUIPAMENTOS CULTURAIS NA REGIÃO METROPOLITANA DE PORTO ALEGRE: DESAFIOS E POSSIBILIDADES DE AVALIAÇÃO A PARTIR DAS METAS DO PLANO NACIONAL DE CULTURA

Lucas Graeff, Moisés Waismann, Oscar Augusto Berg

Resumo


Este artigo se inscreve no contexto de consolidação das políticas públicas para a cultura. Discute-se os limites e possibilidades de um estudo sobre a oferta e a demanda de bens culturais a partir da meta 31 do Plano Nacional de Cultura, bem como sobre as condições de difusão e centralização de equipamentos culturais em municípios e regiões do Brasil. No delineamento de pesquisa, optou-se por uma abordagem de análise descritiva a partir dos dados da Pesquisa Munic-IBGE 2012. Os resultados indicam que, apesar da necessidade de atualização sistemática das informações sobre os equipamentos culturais e o perfil histórico, étnico e cultural de cada município, escolaridade e renda não são variáveis explicativas da disponibilidade de equipamentos culturais para a população da região metropolitana estudada.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/1983-3717pcr.v8i1.12337


Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial 4.0 Internacional.